Aposentado dorme em caixão há 23 anos


Aposentado dorme em caixão há 23 anos em MG

O aposentado e um amigo de infância fizeram um juramento na juventude e quem morresse primeiro ganharia o caixão do outro
Aposentado passou a dormir em um caixão após pacto de infância / Leonardo Morais/AEAposentado passou a dormir em um caixão após pacto de infânciaLeonardo Morais/AE
Zeli Ferreira Rosse, de 60 anos, morador do bairro Santa Terezinha, em Governador Valadares (MG), declarou nesta quarta-feira que usa um caixão para dormir.

O aposentado e um amigo de infância fizeram um juramento na juventude e quem morresse primeiro ganharia o caixão do outro. Aos 33 anos, Rosse sofreu um acidente e o boato sobre a morte dele se espalhou, fazendo com que o amigo, que vivia no Espírito Santo, encomendasse o caixão por telefone a uma funerária da cidade.

Depois que o aposentado melhorou e saiu do hospital a funerária não aceitou a devolução. Cinco anos depois, o amigo de Zeli morreu "de verdade" e ele mandou um caixão novo, ficando com o velho.

Desde então, Rosse dorme nele, há 23 anos. Mas é somente às sextas-feiras, dia que não foi escolhido por acaso. Foi quando o amigo dele foi assassinado a facadas, depois de ser confundido com outra pessoa.

Um comentário:

  1. Seja bem-vindo ao UBE. Gostaria de ser seu amigo.Pode acompanhar as minhas notícias e se tornar membro do meu blog no:
    http://radiopentecostal.blogspot.com/

    Qualquer coisa estamos por aí.

    Marivan.

    ResponderExcluir